Sérvia 2013: Slava

Estou na Sérvia (de novo), meu povo! Aproveitando que mais um amigo do Lazar vai casar, nós tiramos uma folguinha da faculdade/trabalho e viemos passar uns dias na terra do Novak Đoković
Dessa vez, tivemos mais sorte, pois chegamos bem em tempo de uma participar de uma celebração bem típica do país – a Slava. Mas, antes de contar detalhes dessa festa em homenagem ao padroeiro da família, vou dar uma boa notícia: nós brasileiros não precisamos mais de visto para  visitar a Sérvia.
 

Sem visto

Exatamente! Desde o dia 05/09/2013, o Itamaraty divulgou que a nossa presidenta Dilma Rousseff assinou o decreto que promulga a extinção de vistos para brasileiros e sérvios em viagens de negócios ou turismo. No que dizia respeito aos sérvios, os detalhes para a assinatura do acordo já estavam acertados desde 2011, mas faltava o nosso lado e, por isso, quando vim no ano passado, gastei uns £85 com visto, autenticação etc. Hoje, todo esse gasto é coisa do passado. Basta ter sua passagem de ida e volta e receber seu visto no aeroporto mesmo. Uma economia de tempo e dinheiro que muito me agrada!

Agora sim, vamos a festa do dia do padroeiro da família, que no caso da família do Lazar é o São Miguel Arcângelo.

Slava

A palavra Slava pode ser traduzida literalmente como glorificação. Trata-se é uma comemoração exclusiva da Sérvia, em celebração ao aniversário do dia em que seus ancestrais foram batizados na Igreja Ortodoxa. Ao que parece, anos e anos atrás, os sérvios se converteram ao cristianismo de forma coletiva, por famílias ou tribos. A partir daí, as famílias e seus descendentes passaram a celebrar o nome do santo do dia em que aquela família recebeu o batismo cristão. Após algum tempo, a igreja oficializou a celebração e proclamou a Krsna Slava como uma celebração cristã.
A tradição da Slava é passada de pais para filhos e, embora envolva muita comida e rakija(uma espécie de “cachaça sérvia”, geralmente feita de ameixa, uvas ou damasco, entre outras tantas frutas), não se trata apenas de um banquete, mas uma oportunidade em que os sérvios reafirmam seus votos do batismo e sua fé cristã ortodoxa.
 

Simbologia

Imagem de São Miguel Arcângelo

Cada família celebra seu santo padroeiro em casa, com seus convidados e alguns itens simbolizando o cristianismo como, por exemplo, a imagem do santo da família, uma vela acesa, trigo, pão (kolač) e vinho.

Os santos mais comumente celebrados são:
  • São Nicolau (celebrado em 19 de dezembro)
  • São Jorge (06 de maio)
  • São João Batista (20 de janeiro)
  • São Demétrio (08 de novembro)
  • São Miguel Arcângelo (21 de novembro )
  • São Sava (27 de janeiro) – São Sava é um santo sérvio que foi o primeiro arcebispo da igreja Ortodoxa no país.
Entre as comidas tradicionalmente servidas na Slavaestão: Slavski kolač (que pode ser traduzido como “bolo da Slava”, mas que na verdade se parece com um pão) e koljivo (uma mistura feita com trigo cozido e, geralmente, nozes, noz-moscada e outros ingredientes).
Como mencionei, o koljivo é feito de trigo, que simboliza a ressurreição de Cristo. Os convidados pegam uma colherada de koljivo e tomam um gole de vinho, simbolizando o sangue de Cristo (em seguida fazem o sinal da cruz).
Koljivo servido durante a Slava

Minha primeira Slava na Sérvia

Minha Slava foi agitada. Comecei indo almoçar com uns tios do Lazar, que obviamente celebram o mesmo santo que o pai dele, já que a tradição vai passando igualmente entre as gerações. De lá, fui direto para a casa do Lazar, onde os convidados dos pais dele já aguardavam para o jantar. Então, já dá pra imaginar o tanto que eu comi, né? E fora os pratos tradicionais, ainda rolam sobremesas maravilhosas. Oh céus!! Vou parar de falatório e mostrar as fotos e um videozinho da festa em homenagem ao São Miguel Arcângelo.
Um dos pratos servidos: carne de porco
Rakija com sabor de nozes
Juro que eu não sou baixinha, o povo é que é alto demais
Primeira rodada
Segunda rodada: o pai do Lazar repartindo o Slavski kolač
 

Leave a reply

Translate »