Barcelona: conexão aeroporto-centro

Oi, meu povo! Desculpem-me pela demora entre um post e outro, é que estou passando por uma crise de inspiração/existência (rs) e não está rolando mesmo, mas vamos que vamos.

Ainda sobre nossa ida a Barcelona, vou contar um pouco sobre como nos deslocamos do aeroporto até o centro. Como mencionei no nosso primeiro post sobre a viagem, minha bíblia de Barcelona foi o super blog Passaporte BCN, onde encontrei t-u-d-o sobre como desbravar a cidade. Então, como é de se imaginar, no post de hoje eu vou apenas dar a minha versão do trajeto aeroporto-centro, mas, novamente, vou sugerir que para detalhes mais minuciosos vocês dêem uma conferida nas dicas do Passaporte BCN, beleza?

Saindo do Aeroporto de Barcelona

O nosso voo saiu do Heathrow bem cedinho e chegou em Barcelona por volta das 11h, pelo terminal 1 do aeroporto El Prat. Entre as opções de transporte disponíveis no terminal 1, tínhamos o bom e velho taxi ou tal Aerobus – um serviço oficial de traslado de ônibus que sai do aeroporto e vai parando em alguns pontos do centro, com ponto final na Plaça Catalunya. Como eu já havia checado o preço médio da corrida de taxi e achei caro, essa primeira opção foi logo descartada. Ficamos, então, entre o Aerobus ou trem – que, a propósito, sai do terminal 2.

A decisão de optarmos pelo trem foi puramente financeira, já que ambas opções eram bem convenientes para nós, dada a localização do nosso hotel. O preço do Aerobus é €5.90, enquanto que o bilhete individual para um trecho de trem custa €3.80 (ps: chequei esse valor na internet, portanto, perdoem-me se estiver errado!). A diferença nem é tão grande assim, mas o que deixou o preço do trem mais atrativo foi mesmo o tal bilhete promocional T-10 que custa €10.30.

photo 5-6

Mas o que é o bilhete T10 mesmo?

O bilhete T10 é um cartão de transporte que você compra a um preço mais camarada que o bilhete individual, e que te dá direito a 10 trajetos de ônibus, metro, tram ou trem por apenas €10.30. Daí, é só fazer as contas e decidir o que é mais vantajoso.

No nosso caso, já sabendo que teríamos que gastar com transporte durante nossas andanças pela cidade, optamos por comprar o T10. Além da economia, também achei que o bilhete era uma opção muito mais prática, pois além do traslado aeroporto-centro, o T10 já garante as passagens para os demais dias de nossa visita (uma coisa a menos pra se pensar a respeito durante nossos passeios, né?).

A minha dica aqui é que você só compre o T10 se você for ficar vários dias na cidade. Para visitas mais “bate-e-volta”, acho muito pouco provável que você vá utilizar os 10 trechos a que tem direito e, assim, a economia oferecida pelo bilhete promocional perde o sentido. Faça as contas aí!

Conexão Terminal1 – Terminal2

O Tony dá todo o passo-a-passo de como se deslocar do terminal 1 ao terminal 2  (obrigada Tony, suas dicas me salvaram!), portanto, não é de se estranhar que eu não tenha muito a acrescentar. De qualquer forma, seguem aqui umas fotinhos minhas ilustrando o caminho que fizemos.

Chegando no terminal 1, o primeiro passo é encontrar o ponto do ônibus de conexão  com o terminal 2 (que fica logo na saída) e esperar a próxima viagem. Atenção, não confunda o ônibus azul (o Aerobus, que é pago) com o verdinho (que é de graça e te leva até o terminal 2).

photo 2-7

Esse é o ônibus que te leva para o terminal 2

 

photo 1-10

O azulzinho é o Aerobus que te leva para o centro

Chegando no terminal 2, entre no terminal e vire a direita, onde você encontrará uma escada rolante que te dará acesso a passarela que liga o terminal e a estação.

photo 3-8

No andar de cima, atravesse uma porta de vidro e você já vai avistar um longo corredor, a partir daí, é só seguir em frente com fé e você chegará na estação! 🙂

photo 1-9

Comprando o bilhete

Já do “lado de lá” (na estação), você encontrará as maquininhas de venda de bilhete do lado direito da entrada da estação. Não tem como perder, pois dá logo pra ver as filinhas de passageiros aguardando para comprar seus bilhetes. Selecione a opção desejada, pague e se dirija a plataforma.

photo 2-6

Em caso de algum problema, tem sempre um funcionário por perto pra ajudar, mas pelo que pude perceber, eles não falam inglês (bom, pelo menos dois dos funcionários que estavam lá no dia não falavam inglês!).

Pequena zebra

Deveríamos ter pego o trem direto para a estação Sants, mas um probleminha na linha fez com que os trens fossem suspensos. Mas, tudo sob controle! Pegamos um ônibus oferecido pela companhia de trem até um estação que eu não lembro o nome e de lá seguimos de metro até nosso destino. Por conta desse contratempo, não posso fazer grandes comentários sobre o trajeto, mas acredito que seja bem rapidinho e tranquilo.

Indo para o Aeroporto

Para o trajeto de volta, decidimos que pegaríamos o Aerobus. Sim, ainda tínhamos dois trechos (cada) nos nossos T10, mas como marcamos de encontrar com uma amiga do Lazar antes de irmos pro aeroporto, não queríamos ter que nos preocupar com troca de trem e afins.

Pegamos o Aerobus na Plaça Catalunya e foi super simples. Tudo que você precisa fazer é atentar para qual o terminal que você precisa ir, pois cada ônibus vai para um terminal especifico. Compramos o bilhete lá mesmo com o condutor (eu acho!rs) e em mais ou menos 15-20 minutos já estávamos no aeroporto. Trajeto super rápido e tranquilo, e ônibus bem confortável! Gostei mesmo e, quer saber? Arrisco dizer que essa é a opção mais cômoda para o trajeto de volta, pois já te deixa direto no seu terminal.

DSC01701

É isso, pessoas lindas! No quesito transporte (tanto de/para o aeroporto quanto em geral), Barcelona também marcou muitos pontos com a gente. Já falei que quero morar lá, né? Oremos! Quem sabe um dia eu não mude mesmo pra lá? No mais, aguardem os outros textos sobre  a nossa visita a Barcelona.

5 comments

  1. Gege 17 June, 2014 at 20:44 Reply

    Olá Karine, tudo bem?
    Eu estava procurando informações sobre a vida em Londres porque estou indo morar aí em 4 dias (para ser mais precisa), e encontrei o seu blog. Eu moro em Milão e fui transferida pela empresa onde trabalho :). Eu fiquei feliz de conhecer outra maranhense, já que nunca conheci ninguém de São Luis por aqui. Ah detalhe: Eu sou ludovicense e torcedora do Sampaio Correia…hahaha…
    Eu já estive em Londres como turista e confesso que gostei muito da cidade.

    Um abraço e boa sorte!
    Gege

    • karineporto 20 June, 2014 at 22:22 Reply

      Oi Gege!! Nossa, tô emocionada só em saber que mais uma maranhense e boliviana está a caminho da terra da rainha. Nesses quatro anos por aqui, só conheci dois maranhenses. Um era de Caxias (e já até perdi contato) e o outro é de São Luís. Quando chegar aqui me avisa, podemos marcar um café!! Beijos e seja bem-vinda! 🙂

      • Gege 23 June, 2014 at 12:02 Reply

        Hi there,
        Enquanto isso na terra da rainha…
        Eu já estou em terras inglesas, cheguei no sábado e hoje já pegando no trampo…o final de semana foi super quente e eu aproveitei para dá um giro pela cidade…eu estou em *Love* com Londres <3.
        Então, vamos marcar sim esse café! Você tem o meu email, né?

        Abraços,
        Ge

        • karineporto 21 July, 2014 at 11:30 Reply

          Oi Ge!! Como foi o seu (quase) primeiro mês na terra da Beth? 🙂 Vou te mandar um email para marcarmos o tal do nosso café, tá? Bjs

Leave a reply

Translate »