Pode chegar 2015: Ano Novo em Londres

Quando o prefeito de Londres, Boris Johnson, decidiu introduzir cobrança de ingressos para a queima de fogos do réveillon as margens do rio Tâmisa o burburinho foi grande. Enquanto a prefeitura alegava que a questão da segurança do evento estava em jogo, críticos reclamavam da taxa de £10 e argumentavam que o evento deveria ser gratuito (como sempre foi) para garantir acesso a todos.

Mesmo com todo o fuzuê em torno dos ingressos, eles começaram a ser vendidos no final de setembro, mas até então, eu não tinha me empolgado para comprar. Ficava pensando na multidão que sempre se aglomera nesses eventos e no frio que teria que encarar desde muito antes da meia-noite. Fiquei adiando os planos para o ano novo até que, finalmente, confirmei que teria visitas aqui em casa nesse período. Foi só então que comecei a organizar algo para fazer no réveillon e ver a queima de fogos me pareceu a opção mais turisticamente razoável. O único problema era que ainda tinha que conseguir ingressos.

COMPRA DE INGRESSOS

A essa altura já estávamos quase no fim de novembro e não havia mais ingressos disponíveis no site oficial, mas para nossa alegria, os organizadores abriram um período de “repescagem” para revenda dos ingressos devolvidos. E foi numa dessas que dei sorte e garanti os ingressos da minha turma. Eu tive que ser muito rápida no clique, pois os ingressos que apareciam disponíveis eram vendidos em questão de segundos – principalmente os ingressos para a zona Norte 1 que era a área de frente para a London Eye e a mais disputada.

Ano Novo 2015 em Londres

Os ingressos foram enviados pelo correio e, a partit daí, foi só organizar com a Thais Nascimento do blog Sete Mil Km, que já havia comprado ingressos desde o comecinho das vendas e esperar o grande dia.

COBRAR OU NÃO COBRAR INGRESSOS, EIS A QUESTÃO

Confesso que eu estava um pouco dividida sobre a cobrança de ingresso, mas se pensarmos bem, essa parece ter sido uma solução bem viável para conter a quantidade de pessoas na região central de Londres e, de quebra, para cobrir alguns custos da organização. Só para que vocês tenham uma ideia, de acordo com dados oficiais, no réveillon de 2003, apenas cerca de 100 mil pessoas assistiram a primeira queima de fogos organizada na London Eye. Em 2013 esse número chegou a cerca 500 mil pessoas!! Gente demais, transporte e ruas de menos, ou seja, era confusão aos montes para a polícia.

Estava claro que algo precisava ser feito a respeito dessa muvuca, mas será que o esquema de ingressos funcionou? Pessoalmente, acredito que entre mortos e feridos, salvaram-se todos e sim, o esquema de ingressos funcionou bem. Mas, ainda assim rolaram uns estresses pelo caminho. Que saber como foi? Senta que lá vem a história...

 

INGRESSOS E FILA SEM FIM

No momento da compra do ingresso online, era possível escolher entre três áreas diferentes, mas para facilitar a entrada das pessoas, os ingressos de cada área foram divididos entre duas entradas distintas, e o seu portão de entrada vinha determinado no seu ingresso. No caso da área Norte 1, havia um acesso pelo lado da estação de Westminster e outro vindo pela Trafalgar Square/ Charing Cross.

Eu e a Thaís fomos alocadas para entradas diferentes. Ela por Westminster e eu pela Trafalgar, então, tivemos que nos conter em torcer para nos encontrarmos lá dentro, o que acabou não acontecendo. E como sorte é pouca aqui é bobagem, o meu lado ainda foi premiado com uma fila gigantesca. A fila era tão grande que saia da Trafalgar Square e se estendia até a porta do palácio de Buckingham. Em determinado momento, a fila já não tinha mais pra onde ir e fez a curva voltando no sentido Trafalgar. Punk!

 

Ano Novo 2015 em Londres

A Trafalgar Square estava lááá no final

Ano Novo 2015 em Londres

Chegamos até a frente do palácio de Buckingham e o jeito foi fazer a curva para fila continuar crescendo

A julgar pelo tamanho da fila e a lerdeza com que ela se mexia, confesso que apesar de termos chegado entre 20h45 e 21h, tive dúvidas se conseguiríamos entrar a tempo de ver os fogos. O grande problema estava bem no começo da fila, pois não havia muita gente para dar informações e uns espertinhos que iam se aproximando para “pedir informações” acabavam ficando por lá mesmo, formando um amontoado de gente e empacando a fila.

Lá pelas tantas, não sei exatamente o que aconteceu, mas a fila começou a andar muito rápido. Tão rápido que eu pensei: “Ferrou! Deve ter lotado, eles devem ter liberado geral, e essa galera vai já sair correndo num salve-se quem puder”. Não foi o caso. Acho que simplesmente deram um jeito de organizar o começo da fila e por isso andamos bem mais rápido.

É claro que rolou muita furada de fila, mas no geral, não houve tumulto. Já dentro da zona de acesso, haviam vários portões onde eles checaram os ingressos direitinho (tenho minhas dúvidas se estavam checando o portão de entrada indicado no ingresso, mas a área estavam checando sim), e inspecionaram as bolsas e afins, tudo bem dentro do padrão britânico de organização.

 

Ano Novo 2015 em Londres

Apesar do susto com a fila, a partir desse ponto foi tudo mais tranquilo

Meu coração não sossegou ate eu chegar na margem do rio, pois na minha cabeça, não tinha como ter espaço para toda aquela gente que eu vi na fila, mas pasmem comigo: tinha sim! E tinha com certa folga. É claro que já mais perto da meia noite a rua estava toda tomada de gente, mas nada sufocante. Ponto para Boris Johnson que ao que parece reduziu o número de pessoas nas ruas a margem do rio a modesta marca dos 100 mil.

No geral, apesar do susto com o tamanho da fila e com a quase correria com que ela se moveu, foi tudo super tranquilo. O único ponto negativo foi que perdi o sinal do celular e não consegui encontrar com a Thaís.

QUEM TEM AMIGO TEM TUDO

Mas se não encontrei com a Thais, o Lazar encontrou com um amigo que conseguiu ingressos para a gente entrar no Tattershall Castle, um barco-bar que fica ancorado no rio Tâmisa, bem de frente para a London Eye. Pense no privilégio? Tivemos uma vista única da London Eye, do Big Ben e ainda da galera na rua. Muito show!!

Ano Novo 2015 em Londres

Ano Novo 2015 em Londres

Ano Novo 2015 em Londres

Ano Novo 2015 em Londres

Companheiros de "camarote": Lazar, eu, Raissa e meu primo Celso Filho S2

Eu super recomendo checar os preços do Tattershall Castle para o próximo réveillon. A vista de lá é perfeita e, com sorte, dá até pra conseguir uma das mesas na proa do barco. Outra coisa boa é que o barco funciona normalmente como uma boate e tem uma estrutura bacana com bares, banheiro, pista de dança, o que traz a vantagem de poder esticar a noite e continuar a bordo depois da queima de fogos para curtir uma baladinha no andar de baixo.

Ah! É claro que você não vai poder entrar com bebida no barco (tivemos que deixar nossas sacolas do lado de fora), mas achei que valeu a pena.

E foi assim que recebi 2015. Espero que vocês tenham aproveitado o réveillon onde que que vocês tenham passado e que tenham passado com saúde e perto de pessoas queridas. Um feliz ano novo a todos!! Muita paz, saúde e felicidade!

Ano Novo 2015 em Londres

Happy 2015

Ano Novo 2015 em Londres

Registro do segundo final da contagem regressiva. 3,2,1… Feliz 2015!! Thank you baby for the perfect timing!

Ano Novo 2015 em Londres

Ano Novo 2015 em Londres

E pra que ficou curioso pra ver a queima de fogos da London Eye, aqui vai um gostinho daquela noite linda. Confira um pouco da nossa noite maravilhosa no primeiro (de muitos, eu espero!) vídeo do canal do blog no Youtube. Ainda estou longe de saber como editar, mas decidi que em 2015 vou postar alguns vídeos aqui no blog.

FELIZ ANO NOVO!!

9 comments

  1. Thais Nascimento 6 January, 2015 at 12:25 Reply

    Tuas fotos ficaram liiiiindas!!!! Eu tava aflita durante a queima de fogos imaginando voces ainda la pelo Buckingham Palace (chocada com essa fila! ahauaha), que bom que vcs conseguiram a vaga no barco!! 😀
    Se quiser ir de novo no futuro ja tem compania \o/ Bjsss

    • karineporto 6 January, 2015 at 20:06 Reply

      Clarooooo!!! Iria de novo fácil, fácil! Mas de uma próxima, compramos juntas pra não rolar desencontro!rs Deusulivre de levar um susto daqueles de novo! Sério, pensei que não ia dar tempo! 🙂

  2. Liliana 7 January, 2015 at 17:24 Reply

    Nossa, suas fotos estão maravilhosas! Se estiver em Londres ano que vem, vou ver os fogos também! Acho que vale a pena pelo que todo mundo falou. Continuo achando errado a cobrança de ingressos, eles poderiam fazer a mesma estrutura com ingresso gratuitos como fazem em outros shows, mas tudo bem. Ainda existem outras áreas da cidade de onde dá para ver os fogos sem pagar. bjs mil

    • karineporto 9 January, 2015 at 12:23 Reply

      Obrigada Li, estava brincando com a câmera nova! 🙂 Sobre os ingressos, o Boris amoleceu meu coração!rs Também acho achava errado cobrar, mas se o argumento oficial for verdadeiro (de que o dinheiro ajudaria a cobrir alguns custos), acho até aceitável. Mas, sim, se fosse só pra controlar o numero de pessoas daria pra fazer o mesmo distribuindo ingressos limitados gratuitamente. Enfim, foi lindo e apesar do susto com a fila, foi tudo dentro dos conformes! Valeu a pena! Beijinhoooos

  3. thatiane oliveira 20 April, 2015 at 01:26 Reply

    Olá!gostaria de saber qual o site oficial para compra dos ingressos e tb o site que vende os ingressos do barco.

    Obrigada!

  4. Andressa 15 February, 2016 at 02:19 Reply

    Oi!! Primeiramente gostaria de parabenizar pelo post. Bom, estou pensando em passar próximo reveillon em londres e a princípio pensei em fazer aqueles passeios de barco com jantar, mas pelo que vi a vista nao era tão boa porque como eles se locomovem, possivelmente a vista não é tão boa quanto a do thetattershall. Então, por vocês descobri a melhor opção 🙂
    Tenho duas dúvidas:
    1) Sei que vcs ganharam, mas aueria saber quanto custa a entrada nesse barco no reveillon pra eu ter uma ideia. Vcs sabem?
    2) é preciso comprar o ticket de 10 pounds pra conseguir acessar o barco??

    • karineporto 17 February, 2016 at 22:02 Reply

      Oi Andressa! Fico feliz que tenha gostado do post. 🙂 Eu vou responder com base no que ouvi/li por aí, mas pesquise direitinho e confirme as informações com eles, ok? Os ingressos custam em torno de £80 só para entrar mesmo (consumo a preço premium é por fora). Até onde eu sei, de posse do seu ingresso você não precisa pagar os £10 da festa da prefeitura, acho até que quem tem ingresso para alguma festa tem acesso preferencial. Eu recomendo o lugar, mas não espere animação de ano novo no Brasil, pois aqui o povo é bem devagar nesse quesito!rs (Ate a maioria do povo do barco saiu relativamente cedo). Mas de qualquer forma, deu pra aproveitar tudo tranquilamente e a vista é incrível! Valeu a pena! Espero que dê tudo certo pra vc e se for mesmo, volte aqui para contar como foi!! Bjs

Leave a reply

Translate »