Custo de vida em Londres

Post atualizado em Julho de 2016*

london

Sempre recebo e-mails de leitoras do blog querendo saber mais ou menos como anda a vida aqui em Londres (Inglaterra como um todo). Quando escrevi esse post (lá em julho de 2013), tinha acabado de receber dois e-mails desse tipo, um veio de uma leitora ainda no Brasil e outro de uma morando na Itália – ambas considerando mudar para Londres. No geral, elas queriam informações sobre custo de vida, salários e nível desemprego por aqui. Coincidentemente, as duas tinham filhos e queriam saber sobre qualidade de vida para crianças etc.

Nesse post reuni várias informações para tentar ajudar pessoas que, assim como elas, chegam aqui no blog em busca de um gostinho de como é a vida em Londres e quanto custa morara aqui. Hoje (julho de 2016), decidi revisitar e atualizar dados desse post, pois ainda é uma das perguntas que mais recebo.

No quesito crianças, continuo na mesma sem ter inaugurado a fábrica de mini-Karines. Portanto, a continuo deixando a bola com quem entende do assunto. Confira abaixo a lista atualizada de blogs de mamães blogueiras que dividem o seu dia-a-dia com suas crias e compartilham dicas preciosas para outras mães expatriadas. Se você é mãe, vale a pena acompanhar esses blogs:

Agora vamos falar sobre vida na Inglaterra?

Sempre que recebo e-mails sobre esse assunto, respondia e ainda respondo com pitacos de acordo com a minha experiência. Na época que escrevi o post original, ainda estava com visto de estudante, o que significava que tinha algumas limitações quanto a trabalho e algumas vantagens, como desconto no transporte. Era natural que meus dados divergissem de pessoas que estavam aqui com outro status e por isso, decidi escrever esse post usando a experiência de amigos e em informações disponíveis online.

Misturei dicas e informações para ajudar a quem quer vir pra cá. Mas vale sempre ressaltar que todos os dados desse post são apenas generalizações para servir de ponto de partida. Cada indivíduo tem a sua própria experiência, ganha mais ou menos, gasta mais ou menos, está disponível a abrir mão de mais ou menos, e por aí vai. Vamos ao que interessa:

 

SALÁRIOS

Atualmente, o salario mínimo na Inglaterra é £7,20 (atualizado em Julho 2016). Mas, na minha opinião, apenas pessoas com pouca ou nenhuma experiência acabam de fato ganhando esse salário. Pelo menos até onde eu sei, as empresas geralmente pagam um pouquinho a mais e/ou a pessoa incrementa seu salário com as gorjetas (no caso de restaurantes e afins). Também existem pequenas variações para menores de 24 anos, como você pode conferir AQUI.

De acordo com o site Payscale.com , as médias salariais em Londres são:

Custo01

Salários médios por hora por profissão

 

Custo02

Salários médios anuais por profissao

 

Vem para trabalhar? O que pesa na hora de achar emprego?

Domínio do Inglês – Principalmente para as posições mais especializadas, dominar o idioma local é crucial. Para empregos mais “mão na massa” e que não requerem contato direto com clientes (ex: faxineiro, na área de construção, cozinha de restaurantes ou hotéis etc), pode até ser que a empresa releve o quesito inglês, mas para todo o resto, inglês é um requisito básico)

Visto ou passaporte Europeu – Com o tal do Brexit (saída do Reio Unido da União Européia) nem o tão valioso passaporte europeu é mais garantia de muita coisa. Mas enquanto aguardamos as definições para o futuro da relação Reino Unido e União Europeia, ter um passaporte europeu ainda ajuda, pois ter o direito de exercer função remunerada no Reino Unido é um requisito tão básico para conseguir emprego quanto fluência no inglês. “Ah, mas eu ouvi dizer que é possível trabalhar sem ter visto e receber pagamento em dinheiro”. Sim, essas coisas acontecem, mas eu não acho que vale a pena correr esse risco! Foi-se o tempo em que a imigração britânica fazia vistas grossas. Hoje, com leis e fiscalização mais rígidas é quase impossível achar alguma empresa que aceite a tal situação. O melhor é tentar o difícil patrocínio de visto de trabalho ou, caso você venha estudar em alguma universidade britânica, respeitar o limite de 20 horas de trabalho por semana e evitar problemas com a polícia.

Experiência – De mãos dadas com o seu passaporte ou visto vai também a sua experiência. Quase todas as vagas que vejo por aí procuram pessoas com experiência e os salários também aumentam igualmente proporcional a experiência do candidato. As vezes tenho até a impressão de que os ingleses valorizam muito mais a experiência do que diplomas e qualificações. Sei que a combinação dos dois é o ideal, mas já vi gente sem diploma, mas com experiência, dividindo a mesma posição ou hierarquicamente acima de pessoas mais qualificadas!

Qualificação – Não dá pra negar que ter uma boa qualificação também pode te dar uma mãozinha.

 

Onde procurar emprego em Londres?

Se estiver procurando vagas mais de escritório ou corporativas, um bom lugar para procurar é o LinkedIn, mas existem diversos websites especializados em recrutamento que são amplamente usados por aqui, por exemplo: Reed, CV Library, Total Jobs, Indeed, Gumtree etc. Também vale a pena checar o menu de carreiras no site de cada empresa. Fora isso, o bom e velho boca a boca é sempre bem-vindo!

 

ALUGUEL

Aluguel é um tópico complicado, pois tudo é muito relativo. A maioria (geralmente solteiros e estudantes) aluga quartos em casas que divide com outras pessoas, mas tem gente que prefere a tranquilidade de ter o seu próprio espaço e aluga uma casa ou apartamento. Além da questão de dividir ou não, os valores de alugueis também variam muito de acordo com a zona e bairro em que você escolher morar e o tanto de espaço que precisa. São muitos fatores interferindo no valor final do seu aluguel, então, vou dar uma geral em 3 opções e me limitar a minha área, SW8.

De acordo com o site http://www.london.gov.uk, os preços do aluguel de propriedades de 1 quarto nessa região (SW8) variam de £275-£345 por semana (Mais ou menos £1.192 a £1.500 por mês). Já se você estiver em busca propriedades de 2 quartos, a média fica em torno de £355-£426. A galera solteira, ou casais que não se importam em dividir a casa com outras pessoas, podem achar quartos para alugar custando entre £109-£125 por semana (dados de 2013 pois atualmente o site ainda não dados suficientes para esse tipo de aluguel). O legal nesses casos, é que tem muita opção de quartos para alugar cujo valor das contas (de energia, gás, internet etc) já é incluso no preço do aluguel.

Os mapas abaixo mostram como os valores médios aumentam a medida em que nos afastamos da zona central da cidade:

Custo3

Valores médios de aluguel em Londres: apartamento de 1 quarto

 

Custo4

Valores médios de aluguel em Londres: apartamento de 2 quartos

 

Custo5

Valores médios de aluguel em Londres: aluguel de quarto

A

Onde procurar apartamento ou casa para alugar?

 

TRANSPORTE

Na minha opinião, quem mora por aqui não tem muito do que se queixar no que diz respeito a transporte público. Sim, os preços podem , ser um pouco caro em relação a outras cidades da Europa, mas no geral a cidade é muito bem servida.

A melhor maneira de economizar com transporte em Londres é utilizando o Oyster Card, que é cartão de transporte daqui que te permite comprar passagem para a semana, mês ou o ano todo.

O preço da passagem de ônibus é £1.50 e você pagar usando tanto o Oyster card quanto o seu próprio cartão de crédito/débito contactless (Não é possível pagar com dinheiro). Se optar pelo Oyster com pré-recarga para ir pagando por viagem de ônibus que fizer, você só pagará até atingir o valor máximo de £4.40 por dia, depois que atingir esse valor, pode pegar quantos ônibus quiser que eles não te cobram mais por aquele dia. O mesmo se aplica para metro, trem a DLR, mas o valor máximo estipulado por dia é mais alto e varia de acordo com as zonas. Se preferir, também pode pagar o passe ilimitado de ônibus por dia (£5), semana (£21,20), mês (£81,50) ou ano (£848).

Pessoalmente, eu prefiro comprar o travelcard, que é quando você compra o passe para a semana, mês ou ano, para usar ônibus, trem e metro quantas vezes quiser. Para as zonas 1 e 2 o valor do travelcard é £124.50 por mês (estudante registrado com o cartão de transporte para estudantes tem desconto de 30%). Também dá pra comprar outros intervalos de zonas e os valores, obviamente variam. Para ver a lista completa de valores de transporte, clique aqui.

 

ALIMENTAÇÃO

Obviamente, não existe uma regra geral para saber o quanto se gasta com alimentação. Tudo depende de onde você faz suas compras, que produtos prefere, se come muito fora de casa e até se tem espaço suficiente na geladeira e armário para comprar em quantidade e estocar. (Sim! Quem divide a casa com outras pessoas tem aprender a lidar com espaço limitado, afinal, é tudo dividido). Sendo assim, eu diria que um casal consegue se manter tranquilamente gastando entre £250 - £350 por mês com alimentação (supermercado do mês, jantarzinho ou takeaway de vez em quando etc).

Mas atenção, dei uma “montada” nesse valor meio que de cabeça. É claro que, dependendo do casal (e de todos os fatores que citei acima), esse valor pode variar para bem mais ou bem menos. É só uma base, ok?

 

Como economizar com alimentação em Londres?

Uma coisa que eu gosto em Londres é que aqui tem-se de tudo para todos os bolso, inclusive supermercados! Então se a palavra de ordem é economizar, recomendo os dois supermercados mais populares por suas pechinchas: Asda e Lidl. Outra opção é comparar ofertas e comprar online no site das principais redes: Asda, Tesco, Sainsburys e Waitrose. Porém, eu diria que se estiver com o orçamento apertado mesmo, é melhor evitar o Waitrose que é o mais elitizado de todos eles. Procure pelos produtos de linhas dos próprios supermercados do tipo Basic, Value, Essential etc, ou tente chegar no final do dia quando diversos preços de produtos perecíveis são reduzidos.

 

LAZER

Porque você é filho(a) de Deus, também vamos incluir nesse orçamento uma cota para o lazer! Eu sei que Londres oferece meio mundo de coisas pra fazer de graça, mas certas coisas são inevitáveis como, por exemplo, uma (duas, três...) pint na sexta, um showzinho e uma baladinha de vez em quando.

Vou dar uma média de preços bem generalizada mesmo e fica a seu cargo decidir o quanto quer gastar por mês com essas coisa.

  • Pint de cerveja – £3 a £5
  • Musicais – média £30
    • Wicked a partir de £21
    • Lion King a partir de £43
    • Matilda a partir de £24
    • Les Miserables a partir de £15
    • Billy Elliot a partir de £25
  • Cinema – £12
  • Shows (varia demais!) - £50 (?)
  • Baladinha – £20-25 entrada em um clube bacana +£20-25 consumo

 

CONTAS EXTRAS A SEREM CONSIDERADAS

Valores extraídos da internet e devem servir apenas como uma base. É claro que cada caso é um caso, pois os valores variam de acordo com o seu consumo, região onde mora e prestador de serviço.

Apartamento

1-2 quartos

Apartamento

3-4 quartos

Casa

4-5 quartos

Gás

£45

£70

£80
Eletricidade

£55

£65

£85

Água

£35

£40 £45
Council Tax (IPTU)

Varia de valores em torno £400 a £1400, depende do valor da propriedade e do bairro (sub-prefeitura).

 

O que é Council Tax?

O Council Tax como se fosse o nosso IPTU e cobre serviços como coleta de lixo, manutenção de parques, ruas e iluminação pública. É difícil calcular um preço médio, pois os valores variam de acordo com o valor de mercado do imóvel e com o valor que cada sub-prefeitura cobra pelas diferentes faixas de preço dos imóveis.

Um detalhe importante é que estudante não precisa pagar essa taxa, portanto, se vier como estudante fique atento e peça a isenção dessa taxa!

Bom, é isso! Espero que esse post continue ajudando a todos vocês que pensam em vir para Londres. Desculpem-me pelas generalizações, mas por ser tudo muito individual, esse é o único jeito de dar uma mãozinha para quem sonha vir pra cá e precisa de um panorama para começar a por seus planos de morar na terra da vovó Beth em prática. E se alguém por aí quiser dar uma contribuição, corrigir algum valor, falar de valores em outras partes da Inglaterra ou Londres, fique a vontade para deixar o seu comentário que eu respondo o mais rápido possível.

Beijos a todos e boa sorte!

16 comments

    • Wesley 4 July, 2017 at 23:38 Reply

      Este video foi para mostrar o custo de vida em Londres, lembrando que a ideia do vídeo não é converter as moedas e sim mostrar a indiferença do poder de compra do cidadão que ganha salário mínimo aqui em Londres e no Brasil.

      https://youtu.be/16oVfDIVjbQ

  1. Karine Porto 23 July, 2013 at 10:20 Reply

    Oi Monica! Responder a sua pergunta com sim ou não seria muito aleatório e, por mais que saiba que não vou ajudar muito, minha resposta tem que ser 'depende'. É tudo muito subjetivo, por exemplo, quanto você ganha, onde mora, se vai utilizar bastante transporte público ou usar bike, onde compra comida, se gosta de sair muito… São tantos fatores que é complicado dizer algo definitivo. O que eu posso dizer é: dependendo das suas escolhas, tem sim como reduzir bastante os seus gastos, tudo depende de quais sacrifícios você está disposta a fazer.

  2. Fábio Neves 8 August, 2013 at 17:55 Reply

    Boa tarde, Sou designer ,gostaria de saber quanto um designer ganha em média ai na Inglaterra, Designer Gráfico ou Digital. Existe alguma dificuldade para encontrar emprego?

    Obrigado pela Resposta
    Fábio

  3. Karine Porto 9 August, 2013 at 12:56 Reply

    Oi Fábio!
    Infelizmente, eu não tenho nenhuma noção de como anda o mercado de trabalho na sua área, nem em relação a salários nem quanto a dificuldade de encontrar emprego. Porém, posso dar um palpite baseada no site que eu menciono neste post (payscale.com), que aponta que a média salarial para designer gráfico varia entre £15,053 – £30,880/ano. Tudo vai depender de sua experiência. Espero ter ajudado!

  4. Juliane Rocha 30 September, 2013 at 01:33 Reply

    Gostaria de saber se por acaso eu fosse morar ai, para eu tirar o visto e tudo mais, quanto sairia? com quanto eu deveria ir? é facil de achar casa e emprego?

  5. Karine Porto 14 October, 2013 at 11:09 Reply

    Oi Juliane! Desculpa a demora pra responder! 🙂
    As suas perguntas sao muuuuito relativas!rs Eh complicado te dar um valor exato para custos com o visto e “tudo mais”,pois isso incluiria o valor do seu curso (estou presumindo que vc esteja interessada em estudar, certo?), taxas de visto, traducoes, passagens, valor exigido na conta…. O quanto vc tem que trazer tambem varia demais. Tem um valor minimo exigido por mes, dependendo da duracao da sua estadia e variando um pouco caso fique fora de Londres. Quanto ao emprego,se vier como estudante de ingles, vc nao pode trabalhar!!! Se vier fazer faculdade podera conseguir permissao para trabalhar 20 horas/semana, o que te daria a chance de conseguir um ou outro trabalho de meio periodo. Mas, ja aviso, venhapreparadapara trabalhar em cafe, bares, restaurantes, cleaner… eh muuuuuito pouco provavel que com visto de estudante vc consiga trabalhar em um escritorio, por exemplo. 🙂 Sugiro que voce visite o site do HomeOffice para saber mais detalhes sobre as taxas e veja nas escolas os custos dos cursos.
    Ah! Qto a moradia, nao eh dificil achar quartos pra alugar em casas compartilhadas com outras pessoas. Mas, pode ser bem mais caro do que vc imagina! 🙂

  6. Anonymous 15 October, 2013 at 19:00 Reply

    Oi Karine. Sou o Giuseppe, tenho a cidadania italiana e querendo fazer intercâmbio em Eltham e se der certo, ficar por ai mesmo. O custo de vida de bairros afastados como Eltham é mais baixo mesmo? Conhece alguém que mora nessa região?

  7. Karine Porto 31 December, 2013 at 13:24 Reply

    Maressa, infelizmente, eu não posso opinar muito a esse respeito, pois não estou muito por dentro do assunto. O que eu sei (baseada em opiniões que escuto por aí) é que não compensa muito ter carro se for morar e trabalhar na região mais central. São muito gastos com taxas, seguro obrigatório, combustível, revisão obrigatória etc. Fora que é um pesadelo encontrar estacionamento (além de ser caro). Mas se você fizer mesmo questão, dá pra comprar carro por um preço bem em conta (um amigo comprou um por umas £800!! E não era lata velha não! Ano/modelo antigo, mas revisado e tudo mais!). Enfim, acredito que o primeiro passo é providenciar a sua carteira de habilitação britânica permanente e depois é tudo muito mais fácil.
    Ajudei de alguma forma? 🙂

  8. Carlos 29 May, 2014 at 22:29 Reply

    Olá! Muito legal suas informações, preciso de sua ajuda…Estou pretendendo mudar para Inglaterra com toda minha família… 2 adultos e 2 crianças (02 e 9 anos)…. Até que nos estabilzemos preciso economizar, sendo assim, queria dias de: Onde morar? Escolas para as crianças?

    Obrigado antecipado pela atenção!

    • karineporto 20 June, 2014 at 22:48 Reply

      Oi Carlos! Desculpa a demora em responder. Bom, quanto a sua pergunta, fica muito difícil te passar informações sobre escolas porque não tenho filhos e não sei ao certo como funciona. O que eu ouço falar é que você provavelmente deverá procurar o seu council (espécie de sub-prefeitura) e ver as escolas nas suas redondezas para ver disponibilidade. Até onde eu sei, escolas são de graça (a menos, é claro, que você faça questão de colocar as crianças em colégio privado, que deve ser super caro) com apenas algumas contribuições para atividades extras (tipo esporte, passeios etc). Mas, mais uma vez, só sei de ouvir falar. Quanto a onde morar, como falei no post sobre custo de vida, é tudo relativo. Depende de suas necessidades. Por exemplo, já ouvi pessoas dizendo que preferem morar mais afastadas do centro de Londres para ter mais espaço (espaço no centro de Londres custa bem caro). Mas, por outro lado, tem gente que prefere ficar mais central e gastar mais para não abrir mão disso (até porque, transporte para zonas mais afastadas pode ser bem caro se você tiver que vir todo dia pra zona 1, por exemplo). Enfim, minha sugestão é que você escolha um lugar temporário pra sentir a lógica da cidade e só então decida onde se estabelecer com sua familia. Espero ter ajudado (de alguma forma). Boa sorte!

Leave a reply

Translate »